பிராட் பிட்டின் கதையையும் விளம்பர அஸ்ட்ராவில் நடித்ததையும் விமர்சனம் பாராட்டுகிறது

Filmes espaciais possuem, por natureza, uma característica mais intimista. A imensidão do cosmos, que muitas vezes acentua os dramas vividos por personagens que a explora já tem, em si mesma, ingredientes suficientes para criar histórias interessantes.

No caso de Ad Astra, novo longa-metragem de James Gray com lançamento mundial marcado para o dia 26 de setembro, este cenário parece ter sido aproveitado da forma correta, sobretudo pela performance de Brad Pitt como o protagonista da história. Pelo menos é isto o que a crítica especializada tem a dizer sobre o filme.

De acordo com James Mottram, da Total Film, a obra é sublime e estupenda. Ele afirma que a história de um engenheiro espacial com leve grau de autismo, partindo para o espaço para descobrir o que aconteceu com seu pai após sumir a caminho de Netuno, é executada com perfeição, graças ao roteiro, aspectos técnicos e a forma como Brad Pitt dá vida para seu personagem.

O ator também é bastante elogiado por Candice Frederick, do மடக்கு. Conforme sua crítica, ele consegue equilibrar-se com maestria em uma tênue linha, entre a precisão e o medo. Para ela, isto torna o filme uma experiência única.

Outra avaliação que dá méritos máximos para a obra é de Xan Brooks, do பாதுகாவலர். Sua crítica aponta como a história se molda de forma flexível e firme, trazendo elementos de grande reflexão existencial, por meio de uma impressionante obra.

Alguns ares comparativos com outros clássicos da ficção científica também aparecem nas críticas, de filmes como 2001: Uma Odisseia no Espaço e மேட் மேக்ஸ். Neste ponto, há uma pequena divergência entre os críticos, que por um lado incomodam-se com o uso de alguns clichês do gênero, mas por outro, mostram-se bastante satisfeitos com o resultado.

ஆதாரம்: TecMundo